Escrever sempre fez parte de mim. Meus sentimentos são meras palavras que rabisco no papel. A minha dificuldade de expressar e dizer o que sinto é enorme.  Não sei o porquê. O medo de falar e não ser correspondido, talvez. Ou talvez, o próprio medo de estar errada. Não sei.
      Falar, falar e falar. Mas não dizer nada. Mas não dizer o que sinto. Coração apertado. Tenho dentro de mim todos os sentimentos e sonhos do mundo, menina sonhadora.
     As vezes a vontade de gritar e por tudo pra fora de vez é enorme, mas paro, penso, respiro e engulo tudo de volta.

     Ainda maior é a minha vontade de gritar para as pessoas verem quem eu sou e do que sou capaz. Sou muito maior que isso, do que veem. Eu sou gigante, gigante de sonhos e vontade de realizá-los. 


Texto escrito por Daiele Patricia Noll
em 26 de setembro de 2014




Deixe um comentário